Identificação:

  • Com base nos exemplos contidos nos subcritérios do modelo e no conhecimento e experiência individual de trabalho na organização, cada elemento da Equipa deve identificar as ações (Critérios de Meios) e os resultados (Critérios de Resultados) da organização que contribuem para avaliação de cada subcritério, bem como as respetivas evidências;
  • Entre as ações/resultados encontrados deve distinguir aqueles que são áreas a melhorar e pontos fortes da organização, bem como deve identificar sugestões de melhoria para o futuro.

Registo:

em seguida deve registar de forma sintética, na grelha de autoavaliação, os pontos fortes, as áreas a melhorar, as evidências e as sugestões de melhoria identificadas - deverá utilizar a grelha de autoavaliação do sistema de pontuação que escolheu no início do processo de autoavaliação (Passo 1). 

Pontuação:

após o registo, cada elemento deve rever o diagnóstico e pontuar cada subcritério, de acordo com o sistema de pontuação que foi escolhido. O modelo CAF apresenta duas formas de pontuar: o sistema clássico e o sistema avançado. Cabe ao líder do projeto decidir previamente qual o sistema a adotar. Para mais informações, consultar o capítulo sobre o "Sistema de Pontuação da CAF " do manual da CAF 2013.

Obtenção de consenso na equipa:

no caso de a avaliação ser feita individualmente, logo que possível, a equipa deve reunir e chegar a acordo sobre os pontos fortes, as áreas a melhorar e a pontuação de cada subcritério. É necessário um processo de diálogo e discussão para alcançar o consenso, assim como é muito importante compreender porque é que existem diferenças relativamente aos pontos fortes, áreas a melhorar e pontuação.

Materiais de apoio:

Grelha de autoavaliação para Sistema de Pontuação Avançado (xlsx)
Grelha de autoavaliação para Sistema de Pontuação Clássico (xlsx)
Grelha de Autoavaliação para CAF Educação (xlsx)

Plano de tarefas para o trabalho da Equipa 
Agenda e ata da reunião de autoavaliação