No Passo 6 do processo de aplicação da CAF devem ser observados os seguintes aspetos:  

  • Elaboração do Relatório de Autoavaliação (RA) pela Equipa de Autoavaliação (EA) com a orientação e revisão por parte do líder do projeto. O RA deve conter no mínimo os seguintes elementos:
    • Os pontos fortes e as áreas a melhorar para cada subcritério apoiada em evidências relevantes;
    • Uma pontuação justificada por subcritério;
    • Sugestões para as ações de melhoria (AM).
  • Aprovação do Relatório de Autoavaliação: o gestor de topo é o principal destinatário do RA, uma vez que foi este quem tomou a decisão de realizar a AA e que incumbiu o líder do projeto e a EA desta tarefa. De forma a utilizar os resultados da autoavaliação do RA, como base para criar as ações de melhoria, é crucial que a gestão de topo receba oficialmente e aprove o relatório. Se o processo de comunicação funcionou corretamente este procedimento não será um problema. A gestão de topo deve reconfirmar o seu compromisso de implementar as AM.
  • Comunicação dos resultados: nesta fase é essencial comunicar os resultados aos colaboradores da organização e às restantes partes interessadas que participaram no processo. A organização deve decidir individualmente se quer disponibilizar o RA ou divulgar apenas os resultados mais importantes; quais os mecanismos de divulgação dos resultados que quer utilizar e quais os destinatários.

Materiais de apoio:

Estrutura do Relatório de Autoavaliação